Pesquisa no blog

Carregando...

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Antiguidade Oriental

Antiguidade Oriental (Egito, Mesopotâmia, Hebreus, Persas e Fenícios).

1. Meio físico
1.1. Aspectos gerais
·   Localização: Crescente Fértil.
·   Características:
- Clima árido, solo desértico;
- Existência de rios (Nilo, Eufrates e Tigre) – Civilizações hidráulicas ou civilizações de regadio.

1.2 Especificidades
·   Egito:
- Isolamento geográfico (fator de estabilidade política);
- regularidade das cheias (planejamento da agricultura).
·   Mesopotâmia:
- Cheias irregulares (obras hidráulicas complexas);
- Região de passagem (desenvolvimento comercial, instabilidade política – sucessão de hegemonias).
·   Palestina (Hebreus):
- Localização geográfica estratégica: Comércio, exposição às invasões.
- Deserto: agricultura de subsistência e pecuária (vegetação rasteira).
·   Pérsia (Império persa):
- Região inóspita: propensão ao expansionismo (teoria da adversidade – Toyenbee).
·   Fenícia:
- Litoral entrecortado: portos naturais – navegação.
- Floresta de cedro (construção naval);
- Múrice (corante – artesanato / Comércio).

2. Economia:
2.1. Características gerais:
·   Modo de produção asiático:
- Propriedade estatal dos meios de produção (terras e água).
- Estatismo: planejamento estatal e apropriação do excedente pelo Estado.
- Base agrária: agricultura e pecuária.
- Exploração da mão de obra: Servidão Coletiva:

  
                                   Posse útil dos meios de produção (Terra, água).
                       
 ESTADO (Força / Repressão)                                                CAMPONESES
                                  
                                   Impostos (Trabalho compulsório e excedente).
  

2.2. Especificidades:
·   Egito:
- Novo Império: Expansão territorial (Núbia, Síria e Palestina) – Desenvolvimento comercial e artesanal (controle estatal).
- Limite da propriedade estatal: administração privada (aristocracia).
·   Mesopotâmia:
- Papel econômico do templo: Impostos, planejamento agrícola, construção de obras hidráulicas e centro de decisões.
- Existência de propriedade privada (comércio) – Código de Hamurabi.

·   Hebreus:
- Base seminômade: Comércio e pecuária (caprinos e ovinos).
- Complemento: agricultura de subsistência e pesca.
- Servidão coletiva: Monarquia (construções).
·   Persas:
- Expansionismo: Comércio e tributação.
- Servidão coletiva: fornecimento de soldados para o exercito do “grande Rei”.
·   Fenícios:
- Economia mercantil: Estratégias de Comércio – Expedições, Feitorias, Colônias e criação de um alfabeto fonético (22 consoantes).

3. Política:
·   Origens do Estado (causas):
- Desigualdades sociais (todas);
- Construções Hidráulicas (organização) – Egito e Mesopotâmia;
- Guerras (comando) - Pérsia e Hebreus.
- Revolução Urbana – Mesopotâmia e Fenícia (cidades-Estado).
·   Tipo de Estado – Teocracia:
- Despotismo (centralização do poder);
- Divinização do monarca (justificativa da centralização).
·   Características do Estado:
- Corpo profissional de sacerdotes.
- Existência de burocracia.
- Exército profissional e permanente.
3.1. Fenícia:
·   Descentralização política: Organização de cidades-estado.
·   Tipo: TALASSOCRACIA (poder da elite mercantil).
·   Expressões da Talassocracia:
- Monarquias;
- Repúblicas (conselho de Sufetas);

4. Sociedade:
·   Castas: Ausência de mobilidade social (posição social hereditária e vitalícia).
·   Mobilidade só por recrutamento.
·   Grupos:
- Monarca e família;
- Aristocracia: Administradores, sacerdotes e elite militar.
- Comerciantes, Artesãos e funcionários.
- Camponeses (maioria).
- Escravos (prisioneiros de guerra).
4.1. Fenícia:
·   Dinâmica: mobilidade social.
·   Grupos:
- Comerciantes e armadores;
- Marinheiros e artesãos;
- Escravos;

Nenhum comentário:

Postar um comentário